Etiquetas

,

Há uns dias atrás um conjunto de defensores impolutos da profissão docente na blogosfera reuniu-se e decidiu, entre outras coisas,

«Não formar uma Plataforma de Blogues.
Não pedir uma audiência ao MEC.
Não promover vigílias e manifestações.
Não formar um sindicato.
Não criar uma Ordem dos Professores.»

Nem uma semana depois a comunicação social, empenhada e sempre atenta e esclarecedora, vem informar-nos que uma plataforma se vai reunir para “definir a luta pela escola pública“, coisa que, como todos os professores sabem, nunca interessou à FENPROF, que apenas reivindica

só para fazer oposição ao governo e por estar dependente de uma agenda partidária.

Anúncios