Etiquetas

,

A semana que terminou ficou marcada pelas recepções a ministros ao som de Grândola Vila Morena.
Com mais ou menos recato e com o respeito que os governantes devem ter pelos governados, tanto Paulo Macedo, como antes Passos Coelho, esperaram pelo final da canção e pela retirada dos protestantes para, em seguida, dizerem o que tinham a dizer.
Miguel Macedo, Álvaro Santos Pereira e Vítor Gaspar optaram por entradas e saídas estrategicamente controladas, para evitar o contacto directo com os manifestantes.
Só Miguel Relvas, comportando-se como um “puto reguila” e mal-educado, resolveu gozar com quem se manifestava no auto-intitulado “Clube dos Pensadores”.
Numa atitude provocatória, que faz parte do seu código genético e lhe valeu a ascensão e notoriedade social de que hoje desfruta, Miguel Relvas riu-se da iniciativa e da canção, que tentou “avacalhar”.
No dia seguinte teve dose reforçada e, como todos os “putos reguilas” e mal-educados, acobardou-se e fugiu.
Agora, finalmente, o governo parece ter percebido que os ministros não devem andar pavoneando-se pelo país e que Miguel Relvas deve ser higienicamente removido da vista dos portugueses.

Anúncios