Etiquetas

… ou de como continua a saga das garotadas com que o governo Passos Coelho / Paulo Portas se dirige aos portugueses.

Depois do convite à emigração e da mais recente afirmação de que o desemprego é “uma oportunidade para mudar de vida”, temos agora o MEC a asfixiar os cursos profissionais de âmbito tecnológico, a impor o aumento de alunos por turma na formação profissional e a sugerir que só haverá financiamento para formação relacionada com o setor primário da economia.

Trata-se, evidentemente, de um setor que nunca devia ter sido abandonado como foi, apenas para nos tornar mais dependente das maiores potencias económicas da UE. Mas daí a eliminar agora a formação nas áreas industriais e tecnológicas é apenas mais um disparate de que nos iremos queixar mais tarde.

Anúncios