Etiquetas

A selecção obedeceu a questões de gosto e interesse pessoal, com os constrangimentos relativos a obrigações e compromissos de trabalho.

Difícil dizer de qual gostei mais ou achei imperdível. De qualquer forma um destaque especial terá que incluir “A nossa forma de vida” de Pedro Filipe Marques, “Jaguar” de Jean Rouch, “Cinema Komunisto” de Mila Turajlic e “É na terra não é na lua” de Gonçalo Tocha.

Veremos se algum deste estará entre os premiados.

Advertisements