Etiquetas

,

António Silva, uma das figuras incontornáveis do teatro e cinema português do século XX, popularizou a expressão “Chapéus há muitos, seu palerma” numa cena memorável do célebre filme “O Leão da Estrela”.

Recordei-me da frase ao ler a notícia de hoje, em que o papa Bento XVI exortou os fiéis que o ouviam a munirem-se de um “radicalismo cristão” para combater a falta de fé. O que não deixa de ser curioso num tempo em que o “ocidente” continua a combater o radicalismo islâmico e em que, na Noruega social-democrata e civilizadíssima, um rapaz branco, alto, louro e de olhos azuis levou a cabo a chacina de dezenas de outros jovens, por discordar dos princípios da multiculturalidade que eles defendiam.

Anúncios