Etiquetas

, ,

Desculpem-me ter que voltar à vaca fria, mas a edificante estória que li no ionline sobre  confusão com o concurso de professores em DACL obriga-me a recordar as intenções pré-eleitorais do PSD e do CDS – acabar com a ADD kafkiana e os seus efeitos perversos.

Claro que depois de enganados os crentes, metidos os votinhos ao bolso e sentados os quadris nos cadeirões do poder, os nossos abnegados governantes são sempre confrontados com as agruras de uma realidade que os ultrapassa: ele é o défice que é muito mais colossal do que o previsto e obriga a decretar novos impostos e outros aumentos para ir ao bolso de quem trabalha; tal como é a descoberta de que a lei obriga a manter quotas que antes eram injustas, ou a manter asteriscos e outras bonificações que permitem fazer ultrapassagens miraculosas a quem foi visionário, ambicioso e colaboracionista o suficiente para pactuar com a tal ADD monstruosa e kafkiana, tendo tido a sorte de estar na escola certa no ano certo.

E no fim os tais esforçados ministros ainda podem contar com a inteligência complacente daqueles a quem extorquiram o voto com enganos, que encontram sempre uma qualquer teoria da conspiração que atira com o odioso da coisa para cima de um serviço ou de um funcionário que esteja a jeito por, alegadamente, ter sido responsável por ordens contraditórias esquecendo-se a responsabilidade política de quem faz opções e as põe em prática, quanto mais não seja por inacção.

Anúncios