Etiquetas

,

Sobre a escolha de Nuno Crato para ministro da educação os meus sentimentos são vários e, de alguma forma contraditórios.

Quanto à figura não altero nem uma vírgula ao que escrevi neste blogue ao longo dos últimos três anos e alguns meses. Para memória futura ficam os links de alguns posts que considero mais significativos:

Nuno Crato é alguém por quem nutro enorme desconfiança política e de quem discordo frontalmente no que diz respeito a propostas sobre o sistema educativo, a escola pública e a forma de educar as novas gerações. No entanto a sua nomeação não deixa de me dar algum prazer na medida em que, apesar do grande esforço a que todos quantos pensam como eu seremos submetidos no combate às políticas cratianas, antecipo a sua derrota a médio prazo e o gozo que me dará ver os seus indefectíveis defensores a negá-lo muito mais vezes que Pedro negou a Cristo.

Anúncios