Etiquetas

Entre os professores, como de resto entre todos os portugueses, há três tipos de pessoas: os que fazem as coisas acontecer, os que ficam a ver o que acontece e aqueles que nem dão conta do que lhes aconteceu.

Os primeiros persistem na luta, mesmo quando parece que já não vale a pena; os segundos observam de longe, não se envolvem e estão sempre prontos a dar a táctica de como é que os primeiros deviam ter procedido; os últimos acreditam que não há nada a fazer, que talvez seja possível passar entre os pingos da chuva e que, no fundo, há sempre quem esteja em piores condições que eles próprios.

Anúncios