Etiquetas

,

Não sei quantos professores do ensino privado participaram na greve geral de 24 de Novembro.

Não sei quantos colégios fecharam no dia 24 de Novembro, como consequência da greve geral.

Sei que as condições objectivas em que trabalham os professores do ensino privado, e a sua enorme dependência em relação à “boa-vontade” dos seus patrões, são factores impeditivos de uma acção reivindicativa mais forte e consequente.

Infelizmente para eles, o que previ neste post de apelo à mobilização para a greve geral de 24 de Novembro tem confirmação nas notícias de hoje publicadas no DN e no Público