Etiquetas

, , , ,

Sou cliente da TMN Banda Larga e uso uma pen/modem USB ZTE HSUPA, que é um modem do tipo 3G, multi-modo, indicado para as redes GSM/GPRS/EDGE/WCDMA/HSUPA.

É este equipamento que costumo trazer, juntamente com o pc portátil, quando estou de férias ou quando tenho que aceder à Internet sempre que estou fora de casa.

De acordo com a empresa a quem pago o serviço, este modem devia permitir-me navegar a 7.2 megas e foi por isso que o adquiri há já mais de dois anos.

Na área da Grande Lisboa, onde o uso com mais frequência, as velocidades de download e upload são muito aceitáveis, embora nunca tenha atingido os valores prometidos.

Quando estive de férias no Algarve no ano passado, embora não tenha conseguido aceder nunca à rede 3G, ainda assim foi possível navegar na rede com alguma facilidade. Pensei que passado um ano a empresa tivesse melhorado o seu serviço (afinal trata-se de uma empresa que está no mercado e que tem outras empresas concorrentes, o que segundo os padrões do liberalismo económico se traduz em melhor eficiência e serviço ao cliente).

Infelizmente, uma semana após ter iniciado as férias deste ano (exactamente no mesmo local em que estava no ano passado), consegui apenas escrever um post e dois ou três comentários em blogues que costumo frequentar. Todos os dias tenho tentado ligar-me à Internet e, sistematicamente, após meia dúzia de minutos de páginas não abertas, acabo por desistir e entreter-me com outras coisas.

É que as velocidades prometidas de 7.2 Mbps (pese embora estar em território nacional mais parece que para a TMN Portimão já é norte de África) têm ficado reduzidas a uns alucinantes 30 Kbps, com uns míseros picos de 40/45 Kbps quando o vizir faz anos.

Advertisements