Etiquetas

,

Tive conhecimento da notícia aqui.

O governo trabalhista britânico, o tal que era um “must” para a esquerda moderna e europeia de Soares, Vitorino, Coelho, Costa e Pinto de Sousa, criou uma agência – Independent Safeguarding Authority (ISA) – à qual compete elaborar e gerir uma base de dados com informação sobre toda e qualquer pessoa que mantenha contactos com escolas.

De acordo com directivas do Ministério do Interior trabalhista, a partir de Novembro de 2010, os 11,3 milhões de pessoas que trabalham com crianças e adultos vulneráveis, incluindo professores e voluntários, terão de passar por aquele «filtro».

Até admira que não queiram incluir na tal base os pais que diariamente vão levar e buscar os filhos à escola.

Não há dúvida que para esta gentinha não existem limites. E depois ainda têm o atrevimento de apelidar outros de defensores de comportamentos anti-democráticos e totalitários.

Anúncios