Etiquetas

José Matias Alves tem uma entrada de extrema pertinência no seu blogue Terrear, numa altura em que já se percebeu que o PS de Pinto de Sousa elegeu como espinha dorsal da sua campanha para as eleições as “extraordinárias” reformas que promoveu, sobretudo na área da educação. É o caso da “escola a tempo inteiro” e das aulas de substituição, a que ainda hoje Pinto de Sousa fez menção de destaque no seu discurso nas Novas Fronteiras (como se não fosse tudo velho).

Só que, como bem identifica JMA, a indisciplina larvar aumentou nesta legislatura (também) por efeito de uma escola sem furos em que os alunos ficam fechados nas salas a fazer de conta que estão a aprender