Etiquetas

A ministra da educação MLR disse hoje aos jornalistas que “Não valorizo os pareceres. Os pareceres são encomendados e devem ser valorizados por quem os encomendou.”

Como a percebemos bem… e como a coerência do seu discurso clarifica a trapalhada do alegado estudo da OCDE, que dizia maravilhas sobre as políticas educativas deste governo.

Exactamente porque foi ela (e o 1º ministro Pinto de Sousa) quem encomendou (e pagou) o parecer, é compreensivel que o tenham valorizado, ao ponto de terem dito de um mero parecer encomendado que era um estudo independente, com origem na OCDE.