Etiquetas

,

A ministra da Educação afirmou, em conferência de imprensa, que a proposta apresentada pela plataforma sindical não é uma verdadeira alternativa ao seu modelo, porque «contempla sobretudo a auto-avaliação pelos docentes, sem observação de aulas e sem envolvimento da direcção da escola, nem qualquer possibilidade de distinção do mérito».

Das duas três:

  1. ou a ministra não leu nem ouviu a proposta apresentada;
  2. ou a ministra leu a proposta apresentada, mas têm dificuldades de interpretação do texto escrito e, sendo assim, não o compreendeu, pelo que precisa de aulas de apoio pedagógico acrescido a língua portuguesa, se a avaliação CIF o permitir;
  3. ou a ministra leu e percebeu a proposta, mas devido a preocupações de carácter político partidário resolveu enganar os portugueses que pagam o seu ordenado, utilizando para isso os jornalista presentes na conferência de imprensa, a quem forneceu uma interpretação falsa e fantasiosa do que lhe foi proposto pelos professores.

Para que não restem dúvidas, aqui fica a síntese do que de falso e de verdadeiro foi dito pela ministra da educação.

  • a proposta não se centra na auto-avaliação, antes contém 4 componentes, a saber: a) Procedimento de avaliação centrado na auto-avaliação + b) Procedimento de avaliação centrado na hetero-avaliação + c) Assiduidade + d) Homologação;
  • o procedimento de hetero-avaliação ficaria cometido ao Conselho Pedagógico, órgão composto pelos coordenadores de departamento que, de acordo com o ECD em vigor são os tais “professores séniores”, de que tanto se orgulha a ministra;
  • a homologação da menção a atribuir ficaria cometida ao presidente do conselho executivo/ director, órgão que responde directamente pela escola junto da tutela;
  • efectivamente não está contemplada nesta proposta qualquer observação de aulas, do mesmo modo que no simplex, que irá ser aprovado em conselho de ministros, esse procedimento só será aplicado a pedido expresso do avaliado, podendo não existir na generalidade e/ou totalidade dos casos;
  • a diferenciação pelo mérito/demérito está contemplada, uma vez que são propostas três menções – Insuficiente, Regular e Bom.

Tendo em atenção o que fica claramente exposto, sugere-se, como reforço educativo, a leitura silenciosa da proposta entregue na reunião de hoje, seguida da sua leitura em voz alta, antes de deitar, ao levantar e antes de cada refeição.