Etiquetas

À hora a que estou a escrever este post já muitos milhares de colegas vêm a caminho de Lisboa, para mais uma vez dizermos à ministra, ao governo e a todos os que perfilham as políticas educativas que vêm sendo seguidas na última década, que basta! – os professores não vão continuar a assistir, passiva e acriticamente, ao desmantelamento da escola pública para tod@s.

Por isso é importante que mais logo, no regresso a casa e com a satisfação de um dever cumprido e de um trabalho bem feito (sejamos outra vez 100 mil, ou ainda muitos mais), cada um vá com as baterias recarregadas para enfrentar, e afrontar, os pequenos poderes instalados na sua escola e os que as DRE’s irão enviar em seu reforço.

Segunda-feira vamos continuar a paralisar este modelo absurdo de avaliação. Vamos continuar a dizer que o ECD tem que ser revogado e vamos continuar a lutar contra a instalação de delegados do ministério nas escolas, através do director que manda em todos, mas tem que obedecer aos serviços centrais.

E bem podem Manuela Ferreira Leite e Pedro Silva Pereira guerrear-se com palavras ocas, tentado mobilizar os professores em seu apoio. Nós sabemos quem somos, o que queremos e por onde queremos ir. Pela minha parte, seguramente que não é por aí!!!