Etiquetas

Um Homem que encontrou um Leão no seu caminho decidiu dominá-lo com o poder do olho humano. Por ali perto estava uma Cascavel a tentar hipnotizar um pardalito.

Estás a safar-te, irmão? – perguntou o Homem ao outro réptil, sem tirar os olhos do Leão.

Às mil maravilhas – retorquiu a serpente. – O êxito está assegurado; apesar de todos os seus esforços, a minha vítima aproxima-se mais e mais.

E a minha, apesar dos meus, aproxima-se cada vez mais. Achas que está tudo a correr bem?

Se achares que não – respondeu o réptil o melhor que pôde, com a boca cheia do pardal -, o melhor é desistires.

Meia hora depois, o Leão, palitando pensativamente os dentes com as garras, disse para a Cascavel que nunca, ao longo da sua vasta experiência na arte de ser dominado, conhecera um domador com tanta determinação em desistir. – Mas – acrescentou com um largo e significativo sorriso – nunca deixei de o olhar fixamente.

Esopo emendado & outras fábulas fantásticas – Antígona 1996