Etiquetas

Começando pela declaração de interesses tenho que afirmar que nada me contentaria mais, enquanto desportista (ex-praticante federado) e amante do futebol, que Portugal ganhasse o campeonato da Europa de Futebol.

Já enquanto cidadão português que quotidianamente tem que se debater com políticas públicas que arruinam o futuro do país, tenho que desejar que a selecção perca os três primeiros jogos e volte para casa de cabeça baixa.

Não que seja inimigo do Cristiano Ronaldo, adversário do João Moutinho, ou inimigo do Nani (só para falar das últimas estrelas formadas no clube de que sou sócio com lugar cativo).

Mas os portugueses precisam (como de pão para a boca) que a selecção não os distraia das malfeitorias com que Pinto de Sousa e sus muchachos diariamente os brindam.

E para isso o melhor mesmo é que a alienação não dure mais que uma semana…

…a Bem da Nação (como diria o outro)