Etiquetas

«anti-tretas
Abril 20, 2008 at 3:20 pm · Editar

Mau caro fjsantos, se não achar abuso da minha parte, responda-me só a uma curiosidade:
Qual é, ou são as disciplinas que dá aulas?»

A blogosfera é um espaço de liberdade absoluta. Até para que o poder e os seus lacaios se pavoneiem dizendo as maiores enormidades, ao serviço de agendas inconfessáveis, sem receio de serem desmascarados.

O Anti-tretas é um blogue animado por alguém (eventualmente mais que uma pessoa) que tem como função clara achincalhar os professores, em particular os que se opõem às políticas do governo Pinto de Sousa, ao mesmo tempo que faz a promoção até aos limites do absurdo da ministra da educação e de todos os seus amigos e aliados.

Esclarecido este ponto, quero deixar bem claro que rejeito qualquer tipo de tratamento mais ou menos “próximo” como este “meu caro”, que me seja dirigido por anónimos.
Tenho nome, tenho rosto, o meu email é conhecido em diversas instâncias (oficiais e privadas).
Por isso não admito ser confundido com gente que não tem coragem de se identificar e ainda assim pretende dar lições a quem não precisa delas. E muito menos admito discutir a minha condição de professor com base na área de conhecimentos científicos que lecciono.
Um professor, tal como concebo a profissão, primeiro é professor e só depois é professor de qualquer disciplina.
Por pensar assim e agir de acordo com este princípio é que afirmo, sem receio de ser contraditado, que as políticas educativas levadas a cabo pelo governo Pinto de Sousa através da acção de Maria de Lurdes Rodrigues são profundamente centralistas, controleiras e destruidoras da Escola Pública de Massas, com vista à criação de condições para o aparecimento de uma escola pública degradada e desqualificada para os pobres e de um ensino privado qualificado e financeiramente só acessível às elites.