Como é normal que aconteça, durante esta semana vamos assistir a um contra-ataque cerrado do governo em defesa da sua dama (as políticas de educação e não necessariamente a ministra), recorrendo a todos os meios.

Para além da actuação normal dos porta-vozes do partido e da juventude o PS irá socorrer-se de todos os auxílios, como é o caso dos comentadores encartados que proliferam nos meios de comunicação social e que, a troco de um prato de lentilhas, estão sempre prontos a defender o poder que lhes garante a sobrevivência.

É o caso do artigo de opinião assinado por um tal António Ribeiro Ferreira no Correio da Manhã de hoje sob o título «A senhora ministra». Este senhor, tal como o senhor João Marcelino, não faz a menor ideia dos valores que estão em causa no conflito entre governo e professores (porque o verdadeiro problema não é a ministra, mas sim as políticas e essas são do governo). No entanto não se coíbe de opinar e descarregar todo o fel que um fígado, por ventura mal tratado, consegue destilar.

Assim sendo, a expectativa em relação ao programa Prós&Prós de mais logo à noite não deve ser grande. No entanto, apesar de saber o que a casa gasta, resolvi enviar à apresentadora do programa mais um email, desta vez falando-lhe da desqualificação dos comentadores que têm acesso à TV, à Rádio e aos Jornais, ao mesmo tempo que lhe recordava que na semana passada lhe tinha enviado três mensagens e que ao longo do programa o seu discurso tinha demonstrado não ter lido, ou não ter percebido, ou não ter querido fazer a abordagem dos problemas neles levantados.

A ver vamos (como diria o cego) um pouco mais logo. No entanto, num país que tem alguns investigadores na área da Administração Educacional que têm obra publicada em Portugal e no estrangeiro e que são reconhecidos pelos seus pares a nível internacional (João Barroso, Licínio Lima, Manuel Sarmento, Almerindo J. Afonso, Natércio Afonso e tantos outros), sendo sistematicamente silenciados para que os suspeitos do costume sirvam mais do mesmo à audiência, o melhor será ir cedo para a cama que amanhã o toque de entrada é às 8h15.